A gestão de pessoas nas organizações, aconselhamento e mentoring

Segundo Idalberto Chiavenato “o conceito de Gestão de Pessoas, ou administração de recursos humanos, é uma associação de habilidades e métodos, políticas, técnicas e práticas definidas, com o objetivo de administrar os comportamentos internos e potencializar o capital humano nas organizações. A Gestão de Pessoas ocorre através da participação, capacitação, envolvimento e desenvolvimento de funcionários de uma empresa.”

Gerir gente eficazmente é saber definir as necessidades de pessoal, saber atrair, contratar, reter, motivar, avaliar desempenho, desenvolver, remunerar, reconhecer empenho (diferente de desempenho) e, até, saber demitir. Como disse José Luiz Bichuetti para a revista Harvard Business Review Brasil “É reconhecer que gente é o propulsor que move as empresas”. Dentro desse conceito dito podemos afirmar: “Os gestores têm papel fundamental na atração, retenção e na gestão de pessoas.”

Certamente, os Gestores são aqueles que mais conhecem as competências, as qualificações e as necessidades de desenvolvimento das pessoas que com eles trabalham. E podem praticar Aconselhamento e Mentoria para desenvolver seus liderados.

O que é Aconselhamento?

Aconselhamento é um processo de orientação de pessoas, cujo objetivo é “ajudar a pessoa a se ajudar”. A atenção do aconselhador é focalizada sobre a pessoa antes de o ser sobre o problema, seja ele de ordem pessoal ou profissional.

O nascimento oficial do counseling remonta aos anos 50 do século XX, nos Estados Unidos, e aos anos 70 na Europa, seja como serviço de orientação, ou como, instrumento de suporte nos serviços sociais e no voluntariado.

Aconselhamento de carreira é uma prática de orientação de profissionais sobre carreira. Indica uma assessoria, não necessariamente formalizada, a profissionais que desejam ou necessitam reavaliar suas carreiras, identificar alternativas e fazer escolhas.

Os líderes de equipe podem desenvolver o aconselhamento da carreira de seus colaboradores buscando motivá-los para atingirem o seu potencial máximo, estabelecerem objetivos profissionais e lidarem com as mudanças no trabalho, aumentando a empregabilidade e a performance na organização, e gerindo com sucesso as suas carreiras.

E o que é Mentoring?

Mentoring – ou Apadrinhamento – é um conceito de gestão de pessoas e orientação para crescimento pessoal.

É uma prática de tutoria, onde um profissional mais experiente orienta e compartilha com profissionais mais jovens ou menos experientes, vivências e conhecimentos, fornecendo-lhes orientações e conselhos (pessoais e profissionais) para o desenvolvimento de suas vidas e carreiras.

Mentoring foca as realizações no presente e no futuro, buscando levar o profissional a sair do estado atual para o estado desejado.

Segundo Rosa Bernhoeft, “o mentor instiga o questionamento para o autoconhecimento e para a descoberta das próprias competências, dos objetivos e das deficiências que precisam ser trabalhadas para alcançar esse objetivo.” O mentor não será, necessariamente, o chefe ou alguém dentro do seu contexto hierárquico da organização. O mentor é um mestre, um guia, um instrutor disposto a ensinar tudo que sabe e preparar profissionais.

“Bons líderes fazem as pessoas sentirem que elas estão no centro das coisas, e não na periferia. Cada um sente que, ele ou ela, faz a diferença para o sucesso da organização. Quando isso acontece, as pessoas se sentem centradas e isso dá sentido ao seu trabalho.” (Warren Bennis)


Marcia Vazquez

Marcia Vazquez tem MBA em Gestão de Pessoas pela Universidade Anhanguera, Certificação em Hogan pela Hogan Brasil, Certificação em Coaching pela International Coaching Community (ICC), Pós-Graduação em Gestão de RH pela Universidade São Marcos, Especialização em Análise Transacional pelo IBAT, Graduação em Psicologia pela FMU e atua como Gestora do Capital Humano da Thomas Case & Associados.

Os comentários estão fechados.