A importância da clareza das metas para orientar funcionários

“Tem que fazer essa coisa logo, hein?!”. Possivelmente, você já ouviu uma frase assim, no trabalho. Mas, que coisa é essa? Fazer como? Para quando ou em que momento? Qual é o motivo da urgência?

Não há circunstância pior do que cobrar esforços e objetivos vagos dos funcionários. Para motivar a empresa, o gestor precisa definir claramente as metas a serem alcançadas e indicar o caminho para tornar isso possível. Aliás, podemos dizer que a meta mais importante de qualquer empresa é a clareza.

Cada equipe tem uma dinâmica. Cada empresa tem os seus processos. Cada transação tem as suas tipicidades. Mas cada uma delas depende de uma comunicação clara e objetiva – e, de preferência –, educada. Ações do tipo é a melhor fonte de engajamento.

Assim não: ordens vagas, objetivos pouco esclarecidos, prazos indefinidos, detalhes imprecisos – tudo isso leva à perda de tempo e a aumento de custo, justamente porque, quase com certeza, o produto ou o serviço terá que ser refeito.

Assim sim: instruções claras em relação a processo, objetivo, condições, expectativas e prazos farão com que o trabalho seja bem feito da primeira vez. É tudo o que uma empresa séria deseja.

Instruções claras devem obrigatoriamente levar em consideração as características da equipe e as condições para a execução do trabalho.

Reflita sobre as questões: A empresa conta com as habilidades e competências necessárias para a produção do pedido em tempo hábil? A equipe tem à sua disposição as condições materiais e intelectuais necessárias para a produção do pedido em tempo hábil? O tempo previsto para a execução é adequado, tendo em vista os processos estabelecidos na empresa e a capacitação dos funcionários? Os funcionários foram bem informados, a fim de estarem motivados para a execução do trabalho? Se necessário para atender a demanda, os funcionários terão acesso, em tempo hábil, de recursos externos para a consecução da tarefa? O gestor está preparado para enfrentar eventuais obstáculos e facilitar o caminho para os funcionários?

Para respostas a todas essas perguntas, qualquer empresa organizada está capacitada a responder por números. Metas podem ser planejadas em horas de trabalho, em custo, em percentual de motivação medido em pesquisas internas, em mensuração dos resultados de capacitação da equipe.

Ou seja, as empresas têm à mão todas as informações para compartilhar com os funcionários, de modo a orientá-los bem. Basta comunicar essas informações com clareza e objetividade. Não é difícil. Mas é preciso querer.


Norberto Chadad | CEO das empresas Thomas Case & Associados e Fit RH Consulting
Norberto Chadad | CEO das empresas Thomas Case & Associados e Fit RH Consulting

Mestre em Alumínio pela Escola Politécnica, Mestre em Metalurgia pela USP, MBA pela Los Angeles University, Graduado em Economia pela FGV e Graduado em Engenharia Metalurgista pela Universidade Mackenzie

Os comentários estão fechados.