Maioria recebeu ao menos uma promoção nos últimos dois anos – Canal Executivo

O bom momento do mercado de trabalho e a disputa acirrada por mão de obra qualificada têm feito com que as empresas recorram a promoções na hora de segurar seus talentos. É o que revela a pesquisa realizada pela Thomas Case & Associados/Case Consultores, que contou com a participação de 433 profissionais.

Entre os entrevistados, 34% foram promovidos ao menos uma vez ou passaram por alterações de cargo ou área nos últimos dois anos. Os executivos que receberam duas promoções no período compreendem 21% do total, seguidos pelos que obtiveram três (8%) e quatro (4%). O estudo também aponta que 6% desses profissionais foram promovidos mais de quatro vezes nos últimos 24 meses.

Propostas de emprego

Outro item que compõe o levantamento é relacionado ao número de entrevistas de emprego das quais os executivos participaram no período. As respostas à questão reafirmam o cenário favorável aos profissionais, já que 22,4% dos entrevistados participaram de mais de seis nos últimos dois anos – e somente 21% dos executivos afirmaram não ter participado de nenhuma.

Se o número de entrevistas foi expressivo, a quantidade de propostas de emprego seguiu o mesmo ritmo. Entre os entrevistados, 24% receberam ao menos duas ofertas. Já os executivos que tiveram mais de seis propostas de emprego correspondem a 15% do total, seguidos pelos que receberam uma oferta (14%), três (13%), quatro (10%), cinco (4%) e seis (2%) propostas. Somente 18% dos participantes não receberam nenhum convite para assumir um cargo em uma nova empresa nos últimos 24 meses.

Para Norberto Chadad, diretor geral da Thomas Case & Associados/Case Consultores, os dados do estudo refletem a atual situação do mercado de trabalho. “O cenário é muito favorável aos profissionais que buscaram qualificação nos últimos anos e praticaram o networking”, diz.

“É o momento também para quem almeja sair da zona de conforto e buscar melhores oportunidades”.

Raio-x

< Entre os 433 profissionais que participaram da pesquisa, apenas 25% estavam disponíveis no mercado no momento em que o levantamento foi realizado.

< Pós-graduação ou curso de especialização: esse é o grau de escolaridade de 48% dos executivos que participaram do estudo. O restante divide-se em superior completo (30%), superior incompleto (9%), mestrado (8%), ensino médio ou técnico (4%) e doutorado (1%).

< Administração, Engenharia, Contabilidade/Finanças, Marketing/Vendas, Operações, Recursos Humanos e Análise de Sistemas/Tecnologia da Informação são as principais áreas de atuação dos participantes da pesquisa.

< Entre os entrevistados, 68% receberam aumento salarial no último ano, seja na atual empresa ou no emprego anterior.


Ariel Cannal

Os comentários estão fechados.