Networking

Networking

As crianças são especialistas em fazer networking, porque o fazem de maneira natural puramente pela curiosidade em conhecer o outro. Então por que temos que reaprender esta técnica quando nos tornamos adultos?

A resposta é simples, os adultos se tornam reticentes em fazer networking quando o fazem apenas em interesse próprio. Desta forma, na verdade o que precisamos reaprender não é a técnica e sim o interesse natural em conhecer as pessoas e suas ideias, desfrutar da companhia e concentrar-se no que é possível oferecer a elas, e num segundo momento, quando o relacionamento já estiver estabelecido surgirá a oportunidade de trazer as próprias necessidades à tona.

Os criadores de rede de contatos mais hábeis fazem isso o tempo todo aproveitando todas as oportunidades, pois adoram conversar com pessoas e descobrir suas histórias. É dessa maneira que conseguem encontrar pontos em comum e por meio das afinidades construir relacionamentos. Isso vale para as pessoas que você já se relaciona há algum tempo, aquelas que acabou de conhecer e até mesmo as que ainda não conhece.

As afinidades estendem os relacionamentos para além das trocas de informações básicas da vida profissional, pois encontrar maneiras de tocar as pessoas por meio de seus valores e experiências de vida ajuda a criar laços pessoais mais fortes. Sempre existem fatos voltados a origem e interesses que podem ser enfatizados para se relacionar com os outros, como por exemplo, onde cresceu, onde trabalhou, para onde viajou, entre outros.

Fazendo perguntas simpáticas as pessoas se sentem a vontade, pois gostam de falar de si… este é o início de um bate papo sem compromisso que pode trazer informações importantes. Pedir opiniões é uma das melhores maneiras de se aproximar das pessoas, afinal todos se sentem importantes e valorizados quando alguém pergunta o que pensam sobre determinado assunto. É uma oportunidade de falar sobre um assunto, com base na própria experiência e história de vida.

Vale ressaltar que aqueles que são motivados por puro interesse são facilmente reconhecidos, pois muitas vezes soam falsos e até mesmo manipuladores. Por isso não faça perguntas se não estiver disposto a prestar atenção e compartilhar de verdade da história da outra pessoa, um simples aperto de mão pode dizer muito sobre seu interesse no outro.

Mas uma rede de networking precisa também de manutenção, lembre-se que é por meio de ações de contribuição que você fortalecerá e manterá sua rede de relacionamentos, por isso encontre maneiras de manter os contatos para que não seja facilmente esquecido.

Agora reflita sobre a maneira com você vem criando sua rede de contatos e se concluir que é necessário mudar ou aprimorar, essa é sua grande oportunidade!

 

Um forte abraço,

Equipe Thomas Case & Associados


Norberto Chadad

Norberto Chadad é Engenheiro Metalurgista pela Universidade Mackenzie, Mestre em Alumínio pela Escola Politécnica, Economista pela FGV, CEO da Thomas Case & Associados e Fit RH Consulting, e tem “Paixão por Pessoas”.

Os comentários estão fechados.