Técnica e comportamento

Técnica e comportamento

O mercado está cada vez mais exigente na contratação de profissionais, pois além de todo conhecimento e experiência técnica é preciso ter habilidades comportamentais que vêm para complementar o perfil que as empresas valorizam

Se você tem boa comunicação, habilidade para relacionar-se e se adapta facilmente às mudanças já é meio caminho andado para estar na mira dos caça-talentos.

Essas competências são esperadas em todos os cargos e áreas, pois comunicar-se não significa ser um vendedor, mas sim se fazer entender, ser agradável, circular com facilidade por diversos departamentos da empresa e estar sempre atento às possibilidades de troca de informações e contribuição.

O mercado mostra-se extremamente dinâmico, ocorrendo fusões e aquisições a todo o momento, por isso é essencial que os profissionais tenham desenvolvido a capacidade de lidar com mudanças e estejam preparados para se adaptar com rapidez às novas situações.

Outra habilidade bastante desejada pelas empresas é a capacidade de trabalhar sob pressão, mantendo o equilíbrio emocional em momentos de decisão. Isso tudo somado à iniciativa, autonomia e capacidade de liderar, fortalece ainda mais o perfil que o mercado procura.

De maneira geral procuram-se profissionais que possam agregar valor por meio de atitudes de alta performance, ou seja, que gerem resultados! E isso só acontece se o perfil do profissional reunir as competências comportamentais necessárias.

Mas o que fazer para atender as exigências – não só técnicas, mas também comportamentais – do cargo, já que isso não se aprende na faculdade?

É importante saber que o comportamento manifesta-se na conduta da pessoa, considerando aquilo que somos internamente, ou seja, com base em nossos valores e crenças. Sendo assim, sabemos que depois de agir por muito tempo da mesma maneira é natural enfrentarmos certa resistência diante da necessidade de mudança. Além disso, é difícil para as pessoas aceitarem uma verdade que ainda não está inserida dentro delas.

Por esse motivo, alguns profissionais buscam orientação de um Coach para estarem à frente no mercado, desta forma desenvolvem competências que ainda não possuem e realizam a manutenção daquelas que desenvolveu recentemente.

A regra básica é ficar sempre atento às exigências no seu ambiente de trabalho, pois o primeiro passo é identificar o que a empresa espera de você. Depois encontre sua maneira de desenvolver as competências necessárias… o superior imediato e parceiros de trabalho são as pessoas que mais sinalizam sobre os pontos a serem aprimorados, seja por meio de uma avaliação de desempenho ou mesmo em conversas do dia-a-dia.

Os tempos mudaram, o mercado mudou, assim como as pessoas estão em constante mudança. Isso é essencial para o seu desenvolvimento e aprimoramento, tanto pessoal quanto profissional. Por isso não tenha medo de mudar… abrace as oportunidades e busque os melhores recursos para atender os objetivos propostos, só assim será possível ter uma trajetória de sucesso.

 

Um forte abraço,

Equipe Thomas Case & Associados


Norberto Chadad | CEO das empresas Thomas Case & Associados e Fit RH Consulting
Norberto Chadad | CEO das empresas Thomas Case & Associados e Fit RH Consulting

Mestre em Alumínio pela Escola Politécnica, Mestre em Metalurgia pela USP, MBA pela Los Angeles University, Graduado em Economia pela FGV e Graduado em Engenharia Metalurgista pela Universidade Mackenzie

Os comentários estão fechados.